9 dicas para conseguir o seu 1º emprego

9 dicas para conseguir o seu 1º emprego

Uma das maiores dificuldade de qualquer profissional é conseguir o primeiro emprego. Dar de cara com tantas “portas fechadas” nos deixa frustrados, muitos até desistem e ficam com o que conseguem, então, que tal mudar esse quadro? Sair da zona de defesa e partir para o ataque? Vou entregar algumas dicas que irão te ajudar muito, me ajudaram também na minha busca pelo primeiro emprego.

Determine o que você quer

Tenha um objetivo, um foco, não fique buscando qualquer coisa, construa uma linha onde a ponta mais distante é seu objetivo e a outra ponta é como você vai começar.

Porta em porta

Muita gente diz que isso é passado, que hoje fazemos tudo pela internet, na verdade não, existem muitos empregadores que gostam de ver a pessoa na porta da empresa dele oferecendo seus serviços, além de que estar na porta da empresa é mais uma oportunidade e no caminho para esta porta você encontrará várias outras. Uma vez fui a um determinado lugar para deixar o currículo (nesse caso uma construtora) e no caminho até chegar nele encontrei outros quatro escritórios de construtoras e somente com “uma viagem” já tinha conseguido a minha primeira entrevista.

Não deixe de ir às portas das empresas, saia de casa e conheça outros lugares.

Redes Sociais

Linkedin

Para mim é a melhor rede social para empregados e empregadores, pois é uma rede que serve para procurar emprego, publicar projetos, conhecer pessoas da área, participar ativamente de grupos relacionados ao seu trabalho, se atualizar com informações divulgadas por amigos etc.

O mais interessante do Linkedin é que o seu perfil é como um currículo onde mostra suas experiências, habilidades, formações, projetos entre outras opções que você desejar inserir. E para ficar melhor ainda, onde você coloca suas habilidades, outra pessoa pode te indicar dizendo que você é bom em algo como, por exemplo, “administração”, essa indicação funciona da seguinte forma:

  • Uma pessoa entra em seu perfil e vê suas competências;
  • Apenas clicando em uma das competências, já conta como 01 (um) ponto,
  • Se outras pessoas fizerem o mesmo, esses números aumentam, como por exemplo, a imagem a abaixo:

competencia

Se alguém ver seu perfil, por acaso um empregador, ele percebe que você é indicado por essas habilidades e já percebe que você tem algo a mais.

Facebook

Atualmente os empregadores estão pesquisando os perfis no Facebook dos candidatos e funcionários, para perceberem comportamentos e certas características que eles não percebem no trabalho.

Então evite às seguintes informações no seu perfil do Facebook:

  • Apelidos no seu nome;
  • Vídeos com imagens indevidas;
  • Imagens constrangedoras;
  • Interesses como beber, fumar etc.; e
  • Outras informações que possam lhe prejudicar para uma entrevista.

Imagine coisas que você nunca diria em uma entrevista e evite colocar no seu perfil.

Indeed

Aqui é bem simples, o Indeed é uma plataforma online onde você pode procurar vagas de emprego, as empresas lançam uma vaga nessa plataforma disponível para qualquer pessoa se candidatar. Veja uma imagem:

indeed_1

 

Ele funciona como o Google, onde você digita o que quer e aparece uma lista relacionada à sua pesquisa, a diferença é que você pode pesquisar por região em uma caixa bem ao lado de pesquisa.

Currículo

Para muitos é um pesadelo, mas na verdade é muito simples. Tente colocar somente informações relevantes, não “ache” que um currículo enfeitado vai conquistar o empregador.

Faça um currículo limpo! Seguem dicas:

  • Dados pessoais (nome, telefone, e-mail, endereço);
  • Área de atuação (Não é cargo pretendido, exemplo: finanças/contabilidade);
  • Formação (em ordem cronológica decrescente, coloque também idiomas nesse espaço);
  • Resumo de qualificações (somente o que você é qualificado, evite colocar algo do tipo “carismático” ou “dedicado”);
  • Atividades profissionais (cargos e funções realizadas);
  • Empregos antigos (uma área de empregos muito antigos, mas que foram muito relevantes para sua formação);
  • Atividades de aperfeiçoamento (cursos que fazem a diferença na sua formação).

Cursos

Se você é um Técnico em Segurança do Trabalho ou está se formando nessa área, aqui estão algumas dicas de cursos que podem fazer a diferença.

Cursos mais baratos e bons para sua formação

  • Primeiros socorros;
  • Brigada de incêndio;
  • NR 10;
  • Informática (incluindo domínio do pacote Office).

Cursos mais vistos e um pouco mais caros

  • Trabalho em altura NR 35 (Com muitas horas, por exemplo, 80hs);
  • Assessor técnico de brigada de incêndio (uma boa para treinamento de combate a incêndio e formação de brigada).

Networking bem construído

Networking é uma rede de contatos que você constrói, sempre procurando bons contatos, que um dia podem te ajudar, para isso é necessário cativar e manter contato com eles.

Contatos podem ser feito com professores, alunos e profissionais que você conheça e que tenham envolvimento com a área.

Procure falar bem, ter uma boa dicção, isso é muito importante para conhecer mais pessoas, além de mostrar presença e firmeza no que está falando.

Não “ache”, faça!

Tenha iniciativa e determinação, não fique em casa dizendo a si mesmo que pode não conseguir, que talvez dê errado, se continuar assim o fracasso é seu destino.

Você já tem o não, corra para conseguir o sim!

Persistência

Essa palavra estará sempre ao seu lado, mantenha assim, tanto na busca quanto no trabalho, se você quer entrar nessa área esperando moleza, procure outra área.

 

Gostou do meu artigo? Então deixe um comentário, uma consideração, isso será importante para o nosso Mercado de EPIs!

Aguardo você. Até breve!
Ítalo Bessa

cta_blog_zanel_ebook_guia

Posts Relacionados

raspa-protege-contra-radiacao-ultravioleta

A proteção contra radiação ultravioleta é uma preocupação constante na segurança do trabalho, em especial...

saude-mental-no-trabalho

Integrar a saúde mental no ambiente de trabalho tem se mostrado crucial para promover o...

abril-verde

Em 2022, foram notificados 612,9 mil acidentes de trabalho no Brasil, dentre eles 148,8 mil...

Comentários

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *