Como os profissionais de segurança podem superar velhos hábitos

como-os-profissionais-de-seguranca-podem-superar-velhos-habitos-1

Quem nunca ouviu, ou até mesmo se pegou dizendo, que estava velho demais para aprender? A verdade é que velhos hábitos, principalmente os maus, parecem nos acompanhar pela vida toda e é quase impossível livrar-se deles.

Certamente, se você é um Profissional de Saúde e Segurança do Trabalho já percebeu o quanto as pessoas são reticentes em adotar novas rotinas. E, quando o assunto é segurança, elas são ainda mais relutantes.

Sabe aquela história de achar que “nunca vai acontecer comigo”? Ou então, a famosa frase: “mas eu sempre fiz assim e deu certo”? Provavelmente, você já as ouviu algumas vezes.

Mas, se pararmos para pensar, a questão da saúde e segurança é algo relativamente novo no universo do trabalho. Durante muito tempo, elas significavam ginásticas laborais forçadas e um checklist de procedimentos e papeladas que não faziam sentido para os profissionais na linha de frente das organizações.

Durante muito tempo, Segurança no Trabalho era sinônimo de perda de tempo: palestras chatas, reuniões que nunca davam em nada e muita, muita burocracia. Não se assuste se seus funcionários ainda acham que perdem tempo com isso. Foi assim que eles foram ensinados.

E é aí que chegamos na melhor — ou pior — parte! Não cabe aos funcionários perceber o quanto a segurança é importante! Esta é a sua tarefa! É você quem precisa mostrar que é possível adotar medidas preventivas sem focar tanto na parte burocrática.

Mas, e como você fará isso? Separamos 7 dicas que vão ajudá-lo a mudar os velhos hábitos de toda a sua equipe. Acompanhe!

1. Seja respeitoso

Imagine como você se sentiria ao ver alguém que nunca fez as mesmas tarefas que você lhe dizendo como deve fazer o seu trabalho. Como você se sentiria?

Qualquer estratégia de sucesso só é possível com empatia. Então, o primeiro passo é se colocar no lugar do outro.

Discursos que apresentam a ideia de que o Profissional de SST é o único detentor de todo o saber soa prepotente e afasta seus colaboradores.

Dê ao seu time um pouco de protagonismo. Ao invés de exigir e recriminar, pergunte! Qual o ponto de vista dele?  Como é a relação dele com a questão da segurança dentro e fora do trabalho? Quais riscos ele observa na atividade que exerce? O que ele acha do novo Avental de Raspa que você aprovou, por exemplo? Mostre que ele importa mais do que os números das suas estatísticas.

2. Seja receptivo

Não haja como um “policial da segurança”, fazendo ameaças e gritando. Lembre-se de que, muitas vezes, os colaboradores passaram anos com seus velhos hábitos e é preciso paciência para moldá-los.

Então, antes de gritar como um “cachorro enlouquecido”, passe a ouvir mais!

3. Não seja feito de bobo

É importante frisar que ser receptivo e respeitoso não quer dizer que você deve se deixar enganar.

Explicar as regras, ensinar, ouvir feedbacks não significa abrir mão de ações disciplinares, desde que sejam claras e previamente informadas a todos.

4. Seja um companheiro de equipe

Um dos maiores erros de um Profissional de SST é deixar que os colaboradores achem que estão em lados opostos, por isso, mostre que você está ali para ajudar.

Ajude a resolver impasses com a gerência, brigue por EPIs, EPCs e maquinários mais seguros.

5. Não se deixe intimidar

É comum que funcionários mais experientes impliquem com os Profissionais de SST, principalmente, quando exercem atividades que lhes dão certa estabilidade.

Não se deixe intimidar, seja proativo e tente antecipar situações desagradáveis para evitá-las.

6. Crie em um sistema estruturado

Uma das formas de evitar confrontos desnecessários é estruturar um sistema para disciplinar um membro da equipe, quando necessário. Assim, o descumprimento das normas estabelecidas e a aplicação de “punições” não soa como uma perseguição isolada.

7. Envolva toda a equipe

Siga as etapas desse artigo para envolver todos os colaboradores. Cativar os funcionários, mostrar que se preocupa com eles e construir um sistema claro de metas e disciplinas ajuda a fortalecer sua equipe em prol da segurança.

Então, lembre-se: ouça, ouça e ouça sempre! Isso é a garantia maior de que velhos hábitos podem ser modificados.

Gostou deste artigo? Comece a praticar a arte do feedback e deixe aqui a sua opinião!

Abraços e até a próxima!

Um grande abraço e até breve,
Fernando Zanelli

cta_recompensa_blog_zanel_recibo_entrega_devolucao_troca_epi_vestimenta

Posts Relacionados

prejuizo-por-nao-usar-epi

O não uso de EPIs (equipamentos de proteção individual) pode causar prejuízos e tornar uma...

raspa-protege-contra-radiacao-ultravioleta

A proteção contra radiação ultravioleta é uma preocupação constante na segurança do trabalho, em especial...

saude-mental-no-trabalho

Integrar a saúde mental no ambiente de trabalho tem se mostrado crucial para promover o...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *