Fumo de Solda: quais EPIs e medidas preventivas devem ser usadas

fumo-de-solda-quais-epis-e-medidas-preventivas-devem-ser-usadas

A utilização dos EPIs é essencial na realização de atividades de risco, pois protege a integridade física do trabalhador e minimiza os riscos a que ele está exposto. Uma das profissões que mais pode levar perigo ao profissional é a de soldador, e um dos componentes que podem afetar a sua saúde é o fumo de solda.

Neste post, você vai entender quais EPIs podem ser utilizados para que o profissional da área de soldagem se proteja e possa exercer a sua atividade de forma segura. E também vai entender um pouco mais sobre as normas regulamentadoras que tratam desse assunto.

O fumo de solda é gerado a partir de diversas formas de soldagem e apresenta inúmeros riscos à saúde do trabalhador. Quanto menor for a partícula gerada durante essa atividade, mais perigosa ela se torna, porque passa pelo sistema cardiorrespiratório mais facilmente, chegando aos pulmões e prejudicando todo o organismo.

Como se proteger do fumo de solda

A escolha dos EPIs certos para o serviço de soldagem é de extrema importância, tanto para o trabalhador que irá realizar as atividades e estará seguro, quanto para o empregador, que irá fornecer a segurança necessária para o seu funcionário e também irá reduzir as chances de ausência por doença, evitando treinamentos repetitivos, perda de dinheiro e produtividade.

Principais EPIs para soldagem

Além desses equipamentos essenciais, também são necessários os Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs), como os extintores de incêndio, as cortinas inactínicas e sistemas de extração de gases.

Medidas preventivas para o serviço de soldagem

Entre as principais medidas preventivas que devem ser implantadas por empresas que exercem atividades de risco, está o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), devidamente indicado na NR 9.

O objetivo do PPRA é preservar a saúde e integridade dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho, tendo em consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais.

A NR 9 tem como função proteger o trabalhador da exposição aos agentes químicos, entre eles, o fumo de solda, que pode ter contato com a pele ou ser absorvido pelo organismo por ingestão ou aspiração.

Entre as orientações do PPRA, está a correta utilização de EPIs, considerando-se a eficiência necessária para o controle da exposição ao risco e o conforto oferecido segundo avaliação do trabalhador usuário. Além do programa de treinamento do trabalhador sobre as limitações de proteção que o EPI oferece.

Métodos de captação do fumo de solda

Uma maneira bastante eficiente de isolar o fumo de solda e evitar que os agentes contaminantes fiquem espalhados no ar é com a captação feita diretamente na fonte. Neste caso, existem exaustores que podem ser utilizados para recolher e armazenar todo o material produzido durante a solda.

Entre as principais formas de fazer essa captação diretamente na fonte, estão:

  • Captação direta na tocha da solda: a tocha de solda fica conectada diretamente na unidade de exaustão, garantindo que a captação esteja sempre acessível e posicionada de forma correta.
  • Exaustão de fumos com braços extratores: os braços ficam conectados a um sistema de exaustão e filtragem. Esse conjunto remove as partículas contaminantes do ar, sem impactar o processo de solda.
  • Coletores portáteis: as unidades portáteis são extremamente úteis e fáceis de movimentar para os diferentes locais onde a captação de fumos de solda se faz necessário. Esse equipamento não impacta o processo de solda.
  • Fumos de corte térmico: em caso de uma quantidade intensa de fumos gerados, a mesa aspirada com sistema de exaustão e filtragem é recomendada. Não interfere no corte e também não afeta a máquina e a mesa de corte.
  • Extração de fumos para robôs de solda: aqui podem existir duas soluções possíveis para a captação dos fumos de solda. Uma delas é a coifa suspensa sobre os robôs e a outra é o bocal de extração instalado diretamente na tocha de solda.

A proteção em 1º lugar

É essencial que o soldador entenda a função de cada EPI como o Avental de Raspa, Blusão de Vaqueta ou Luvas de Raspa e saiba quais são as limitações de cada um deles. Com isso, ele conhece os riscos a que está exposto e sabe quando pode e quando não pode realizar determinada atividade.

Sabia da importância dos EPIs na atividade de soldador? O que achou do conteúdo apresentado neste post? Compartilha com a gente as suas impressões nos comentários abaixo. Vamos adorar seguir essa conversa.

Até breve!
Fernando Zaneli

cta_recompensa_blog_zanel_recibo_entrega_devolucao_troca_epi_vestimenta

Posts Relacionados

raspa-protege-contra-radiacao-ultravioleta

A proteção contra radiação ultravioleta é uma preocupação constante na segurança do trabalho, em especial...

saude-mental-no-trabalho

Integrar a saúde mental no ambiente de trabalho tem se mostrado crucial para promover o...

abril-verde

Em 2022, foram notificados 612,9 mil acidentes de trabalho no Brasil, dentre eles 148,8 mil...

Comentários

6 respostas

  1. Um bom trabalho disponibilizado gratuitamente relacionado ao FUMO DE SOLDA, quero mais uma vez, agradecê-los pelo interesse em nos apoiar neste nosso trabalho importante e indiscutívelmente, de extrema necessidade para as empresas e profissionais na questão da prevenção, mormente agora com o eSocial.
    Apenas gostaria de destacar um ponto importantíssimo que deve ser, ao meu ver, tratado em todo material, a determinação de EPI ou EPC para toda e qualquer atividade é sempre divergente, ou seja, soldar uma viga ” H ” no canto da estrutura no térreo é totalmente diferente de soldar esta viga no 20º andar… nunca será em toda obra ou atividade, sempre a mesma coisa.
    ( determinar o EPI/EPC x, y, z )- Carece de avaliações e análises das variações de ambientes interno e externo, tipos de exposição, ferramental, material envolvido, público direta ou indiretamente envolvidos ou expostos assim como outras particularidades que nos darão os parâmetros para esta determinação.

    Saudações : Muito sucesso.

    1. Caro Gilson, boa tarde!
      Muito obrigado por estar conosco!
      Agradecemos pelas colocações super pertinentes. Foram excelentes!
      E por favor, sempre que possível, contribua para o crescimento de todos nós, ok?
      Muito obrigado,
      Um grande abraço,
      Fernando

  2. Nos EPI’s de soldagem faltou mangotes e perneiras de raspa, se não tiver em ficha de EPI peritos nada de braçada
    Fica a dica.

  3. Fumos metálicos sempre serão uma preocupação para o SESMT. Sempre somos chamados para fazer avaliações quantitativas para ver como ta o ambiente de trabalho.

    Ótimo conteúdo e bastante esclarecedor, parabéns!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *