Luva de Raspa e de Vaqueta: Desvendando Produtos de Raspa e Vaqueta

luva-de-raspa-zanel

[Nota de atualização: Conteúdo revisado e atualizado em 2024, de acordo com as diretrizes atuais do mercado].

Descubra os segredos por trás da escolha ideal entre Luvas de Raspa e Luvas de Vaqueta com este guia completo, e não esqueça de conferir os vídeos exclusivos sobre o tema no decorrer da publicação.

O uso EPIs, como as Luvas de Raspa e de Vaqueta, não é apenas indispensável para a segurança dos trabalhadores, mas também exigido por lei.

De acordo com a legislação vigente, a promoção de um ambiente de trabalho seguro é responsabilidade fundamental do empregador.

Além disso, é essencial destacar que a ocorrência de acidentes ou doenças ocupacionais pode acarretar uma série de indenizações aos trabalhadores, as quais a empresa é legalmente obrigada a responder, por isso é muito importante cultivar uma cultura de segurança nos ambientes de trabalho para evitar doenças ocupacionais.

As mãos, sendo uma das áreas mais afetadas em acidentes, demandam atenção redobrada, e é fato que muitos desses acidentes são causados por pressa e desatenção ao uso adequado dos EPIs, por isso a fiscalização do uso, e a escolha correta dos equipamentos são tão importantes.

Qual a diferença entre Luvas de Raspa e de Vaqueta

A principal diferença entre Luva de Vaqueta e a Luva de Raspa é a parte do couro bovino da qual são feitas. Enquanto as Luvas de Vaqueta são produzidas a partir da camada superior do couro, as Luvas de Raspa são fabricadas utilizando a camada inferior.

Essa distinção ocorre porque, após o processo de tratamento do couro, ele é dividido em duas camadas: a parte superior, onde ficavam os pelos, conhecida como “flor” ou “Vaqueta”; e a parte inferior, que ficava em contato direto com a carne do boi, chamada de “Raspa”.

Cada material tem suas características singulares, como será demonstrado.

Luva de Raspa

A Luva de Raspa é um equipamento de proteção individual (EPI) fabricado com a camada interna do couro, conhecida como “Raspa”.

Graças à sua robustez, a Raspa é considerada um dos materiais mais resistentes do mercado, sendo eficaz contra cortes, abrasão, calor e diversas outras condições adversas encontradas em ambientes de trabalho. Além disso, é muito utilizada, pois apresenta ótimo custo-benefício.

A Luva de Raspa de couro é ideal para alta temperatura, proporcionando um excelente isolamento térmico. Portanto, em setores como metalurgia, siderurgia e serviços de solda, torna-se indispensável.

Por ser mais espessa que a Luva de Vaqueta, a Luva de Raspa é ideal para atividades que envolvam cargas pesadas e transporte manual. Ela também é amplamente utilizada em diversas áreas, como agricultura, carpintaria e indústria madeireira.

Modelos de Luva de Raspa

Dentre os vários modelos de Luvas de segurança confeccionadas em Raspa que existem no mercado, destacam-se:

Confeccionada em Raspa de couro bovino curtido ao cromo, essa luva é ideal para atividades de solda, indústrias metalúrgicas e siderúrgicas, graças a sua boa resistência ao calor, chegando a suportar alguns segundos em temperaturas altíssimas.

Seu forro em poliéster GO150 proporciona conforto adicional e funciona como refratário, o que auxilia ainda mais nos trabalhos que envolvam calor ou até risco de abrasão e escoriações.

O modelo está disponível com costura em Kevlar ou algodão, e em opções de punho curto (07cm), médio (15cm) ou longo (20cm, 25cm ou 30cm).

Essa luva garante toda a proteção da Luva de Raspa Forrada Heat, acima descrita, com um plus que é caracterizado pelo processo de ignifugação da Raspa em conjunto com os óleos graxos especiais, que fazem com que ela suporte mais tempo em altas temperaturas, além de manter o produto macio por mais horas de uso.

Disponível com costura em Kevlar, e em modelos de punho curto (07cm), médio (15cm) ou longo (20cm, 25cm ou 30cm).

Confira o vídeo destes EPIs que citamos acima!

Confeccionada em couro bovino curtido ao cromo, essa luva no modelo soldador tem linhas no dorso da mão que vão desde a junção dos dedos até o pulso, conferindo maior resistência ao EPI.

Além disso, apresenta reforço entre os dedos polegar e indicador, e em alguns modelos também é reforçada no palmar interno.

Como diz o nome, é uma luva indicada para trabalhos de solda em geral, mas também pode ser usada em indústrias metalúrgicas, siderúrgicas, e quaisquer atividades que envolva riscos de abrasão e escoriações.

Modelo disponível com costura em linha de nylon e reforço em Raspa, nos modelos de punho curto (07cm e 10cm), médio (15cm) ou longo (20cm, 25cm, 30cm, 40cm ou 60cm).

Luva conhecida como Raspa tipo petroleira ou, ainda, petroleira total Raspa, é um produto que possui reforço entre o polegar e o indicador e pode ou não ter reforço palmar interno. Como diferenciais, a Luva de Raspa petroleira possui um elástico embutido no dorso, que proporciona maior segurança, com acabamento em viés vermelho.

Ela é indicada para trabalhos que envolvam carga e descarga de materiais em geral, ou força manual, como construção civil, indústria moveleira, mineração, montagem de estruturas metalizas e manutenção em geral.

Disponível com costura em linha de nylon, com largura de 11,90cm a 13cm, e comprimento de 21,50cm a 26cm.

Quais os cuidados com as Luvas de Raspa?

Os cuidados com as Luvas de Raspa, apesar de simples, são indispensáveis. Inicialmente, é importante esclarecer que esse material é bastante sensível à umidade, por isso não é recomendado lavar as luvas. A limpeza das Luvas de Raspa deve ser feita superficialmente, a seco, ou com produtos específicos para esse fim.

Além disso, após o uso, as luvas devem secar à sombra, evitando exposição direta à luz ultravioleta (sol) ou calor excessivo.

Para garantir maior segurança ao usuário e aumento da vida útil do produto, é recomendado alternar entre dois pares de luvas durante trabalhos prolongados. Sempre que o trabalhador for calçar as luvas secas, deve lavar e secar as mãos.

Lembre-se: Caso o equipamento apresente rasgos, danos visíveis ou esteja úmido, não deve ser utilizado, pois não proporcionará a proteção adequada.

Como escolher as Luvas de Raspa?

De forma superficial, várias pessoas costumam diferenciar os modelos de luvas apenas pelo tamanho do punho, conhecidas como cano curto, médio ou longo, o que é errado.

O ideal ao escolher um EPI, é se consultar com um especialista em segurança do trabalho, que vai analisar várias características, tais como:

  1. Material e forro

Para alguns trabalhos, pode ser indicada a Luva de Raspa, outros a de Vaqueta. Além disso, alguns modelos têm o forro em poliéster, proporcionando conforto adicional e atuando como refratário.

  1. Tipo de costura

Luvas com costura em nylon, aramida ou algodão variam em resistência. Os modelos costurados em aramida ou algodão são mais indicados para trabalhos em altas temperaturas, como soldagem.

  1. Reforço

A depender da atividade desenvolvida, são recomendados reforços nas luvas de segurança. Os mais comuns são os reforços entre polegar e indicador, palma e dorso.

  1. Tratamentos

Alguns produtos recebem tratamentos para melhorar o tato, durabilidade e resistência, como o curtimento em cromo para mais maciez e elasticidade, e a ignificação, para resistência a altas temperaturas.

  1. Elástico:

Alguns modelos, como as luvas petroleiras, possuem elástico embutido no dorso e pulsos para garantir maior fixação do EPI durante o uso.

Luva de Vaqueta

Luva de Vaqueta é um equipamento de proteção individual (EPI) feito com a camada externa do couro, conhecida como “Vaqueta” ou “flor”.

A Vaqueta, embora mais fina que a Raspa, apresenta uma resistência superior, devido às suas fibras mais entrelaçadas, além de oferecer maior conforto e maleabilidade durante o uso.

Por esses motivos, a Luva de Vaqueta é ideal para trabalhos que exijam destreza nas mãos, como trabalhos manuais, alpinismo industrial, construção civil, frigoríficos e câmaras frias, carpintaria, alvenaria, entre outras.

Modelos de Luva de Vaqueta

Dentre os vários modelos de Luvas de Vaqueta que existem no mercado, destacam-se:

Também conhecida como Luva de Vaqueta tipo Petroleira, é confeccionada em couro bovino curtido ao cromo, com reforço entre o polegar e o indicador, com ou sem reforço palmar interno, e com elástico embutido no dorso para maior fixação durante a realização dos trabalhos.

É indicada para uso nas áreas de carga e descarga de materiais em geral, construção civil, indústria moveleira, mineração, montagem de estruturas metálicas e trabalhos de manutenção em geral

Esse modelo está disponível com costura em linha de nylon, largura de 11,90cm a 13cm, e comprimento de 21,50cm a 26cm.

As Luvas de Vaqueta mista são fabricadas com a camada externa do couro, conhecida como “vaqueta” ou “flor”, nas áreas de contato (como palma e dedos), combinada com outro tecido, geralmente a Raspa de couro.

Esta Luva de Vaqueta Mista, também conhecida como Luva de Vaqueta Mista tipo Petroleira, possui palma em Vaqueta e dorso em Raspa.

Ela possui reforço entre o polegar e o indicador e elástico embutido no dorso, e pode ter ou não reforço palmar interno.

Também é indicada para as mesmas áreas que a Luva de Vaqueta, e está disponível com costura em linha de nylon, com largura de 11,90cm a 13cm, e comprimento de 21,50cm a 26cm.

Ela também é confeccionada em couro bovino curtido ao cromo, com reforço entre o polegar e o indicador, com ou sem reforço palmar interno, porém, essa Luva, tem a palma e dorso em Vaqueta e seus punhos são em Raspa.

Modelo disponível com costura em linha de nylon ou algodão, com ou sem reforço em Raspa, nos modelos de punho curto (07cm e 10cm), médio (15cm) ou longo (20cm, 25cm, 30cm ou 40cm).

A Luva de Cobertura, apesar de não ser um EPI, confere proteção extra ao trabalhador e ao seu EPI (as luvas que serão cobertas). Ela é uma Luva de Vaqueta mista, com palma, dorso e dedos em Vaqueta e com punho em Raspa.

Modelo disponível com costura em Kevlar ou algodão, nos modelos de punho médio (15cm) ou longo (20cm), e com tira para regulagem no dorso.

Quais os cuidados com as Luvas de Vaqueta?

Os cuidados com as Luvas de Vaqueta são bastante similares aos cuidados com as Luvas de Raspa. Basicamente, não é recomendado lavar as luvas e após o uso, elas devem secar à sombra, evitando exposição direta à luz ultravioleta (sol) ou calor excessivo.

Para garantir maior segurança ao usuário e aumento da vida útil do produto, é recomendado alternar entre dois pares de luvas durante trabalhos prolongados. Sempre que o trabalhador for calçar as luvas secas, deve lavar e secar as mãos.

Lembre-se: Caso o equipamento apresente rasgos, danos visíveis ou esteja úmido, não deve ser utilizado, pois não proporcionará a proteção adequada.

Como escolher as Luvas de Vaqueta?

A forma de escolher Luvas de Vaqueta é bem similar à forma de escolher Luvas de Raspa, mencionada alguns tópicos acima, com as diferenças inerentes ao material.
Não se esqueça que, para escolher o melhor EPI, o ideal é se consultar com um especialista em segurança do trabalho, que vai analisar as melhores características para cada situação.

Luvas Zanel

Para garantir a segurança dos trabalhadores e estar em conformidade com a legislação, recomenda-se o uso de Luvas de Raspa e Vaqueta de marcas reconhecidas, como a Zanel, que se destaca pela qualidade e segurança dos seus produtos, trabalhando como especialista no mercado de produção de EPIs em Raspa e Vaqueta há mais de 25 anos.

As Luvas de Raspa e Vaqueta da Zanel são sinônimos de qualidade na produção, a partir de confecções feitas com couro legítimo e materiais de alto padrão.

Se você gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre o assunto, baixe gratuitamente o nosso guia profissional de produtos de Raspa e Vaqueta.

Além disso, não se esqueça de compartilhar suas dúvidas e sugestões nos comentários abaixo. Sua participação nos ajuda a criar conteúdos cada vez mais relevantes e úteis para você.

Ah! E não se esqueça de comentar o que mais gostaria de ver por aqui!

Um grande abraço e até breve!
Fernando Zanelli

Posts Relacionados

epis-de-raspa-e-vaqueta-na-revenda

Quando se trata de garantir a segurança no ambiente de trabalho, especialmente em setores como...

luva-de-cobertura-o-que-e-e-como-deve-ser-utilizada-2

[Nota de atualização: Conteúdo revisado e atualizado em 2024, de acordo com as diretrizes atuais...

precificacao-para-revendas-de-epis

Se você vende EPIs para empresas e indústrias e deseja aumentar a lucratividade do seu...

Comentários

2 respostas

  1. Voces fabricam as Luvas?
    Atuo como representante autônomo, sem vínculo empregatício na região de Campinas e outras.
    Estou em Campinas.
    Interessa que representemos as V. luvas?
    Atuo mais diretamente em Industrias(Consumidor Final), mas se precisarem também tenho Revendas.
    Fico no aguardo.
    Oreste JUNIOR
    19 – 3242 4540

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *