NR 26: Vamos entender a Norma Regulamentadora 26

nr-26-vamos-entender-a-norma-regulamentadora-26

Em outros blog posts simplificamos para você as regras de várias normas regulamentadoras. Agora, chegou a hora de expor a importância da NR 26 para a sua empresa. Essa NR estabelece a uniformização de cores que devem ser utilizadas nos locais de trabalho, em equipamentos, em canalizações condutoras de líquidos etc, para indicar os riscos que colocam a saúde e vida dos trabalhadores em perigo. Para tanto, a NR 26 determina 12 cores para servirem como alerta.

As cores são importantes para que o trabalhador ganhe agilidade para identificar os perigos, entretanto, o cumprimento dessa norma não exclui a necessidade de que outras sejam utilizadas e também que os equipamentos de proteção, como Blusão de RaspaPerneira de Raspa e outros EPIs, assegurem a proteção dos trabalhadores.

Apenas a sinalização por cores não é suficiente para alertar pessoas estranhas ao trabalho que transitam os locais, assim é necessário usar também sinais convencionais ou comunicação por palavras. Neste post, você conhecerá quais são as cores padronizadas e as suas aplicações. Vamos lá!?

As cores e suas aplicações

As cores empregadas como alerta são as seguintes:

Vermelha

Distingue e indica equipamentos e aparelhos de proteção e combate a incêndio como, hidrantes, bombas de incêndio, sirenes de alarme de incêndio, extintores e sua localização, indicações de extintores (visível a distância, dentro da área de uso do extintor), localização de mangueiras de incêndio (a cor deve ser usada no carretel, suporte, moldura da caixa ou nicho) e outros.

Amarela

Assim como nos faróis, o amarelo significa cautela e atenção! A aplicação da cor é uma forma de alertar sobre locais que sujeitam o trabalhador a tropeçar, esbarrar ou chocar-se contra objetos, cair, acautelar-se a bordas desguarnecidas de aberturas no solo (poços, entradas subterrâneas etc.), plataformas sem corrimões, paredes de fundo de corredores sem saída e muitos outros.

A cor também serve para sinalizar tubulações por onde passam gases não liquefeitos.

Quando a sinalização pela cor amarela não for suficiente, pode-se acrescentar listras (verticais ou inclinadas) e quadrados pretos sobre o amarelo.

Branca

Utilizada em passarelas e corredores de circulação, por meio de faixas (localização e largura); direção e circulação, por meio de sinais; localização e coletores de resíduos; localização de bebedouros etc.

Preta

Adotada para substituir o branco ou usada simultaneamente para designar condições especiais. Além de indicar as canalizações de inflamáveis e combustíveis de alta viscosidade.

Azul

Também é uma cor que indica cuidado, mas seu uso é apenas para avisos contra uso e movimentação de equipamentos que devem ficar fora de serviço.

Verde

Sinaliza equipamentos e dispositivos que proporcionam segurança, como canalizações de água; caixas de equipamento de socorro de urgência; macas entre outros.

Laranja

Identifica canalizações contendo ácidos; partes móveis de máquinas e equipamentos; faces externas de polias e engrenagens; botões de arranque de segurança e outros.

Púrpura

Usada desde portas a locais onde foram enterrados materiais e equipamentos contaminados por radiações eletromagnéticas penetrantes de partículas nucleares.

Lilás

Cor empregada para indicar canalizações que contenham álcalis. As refinarias de petróleo podem utilizá-la para identificar lubrificantes.

Cinza

Subdivide-se em duas categorias: cinza claro e escuro. O cinza claro designa canalização em vácuo; e o cinza escuro para eletrodutos.

Alumínio

Sua função é alertar quando canalizações contêm gases liquefeitos, inflamáveis e combustíveis de baixa viscosidade.

Marrom

É uma cor que pode ser usada pelas corporações para fluído que não é identificado pelas demais.

Especificações de rótulos

Em relação aos rótulos, a NR 26 estipula uma série de procedimentos como colocar o nome técnico completo, especificação da natureza do produto etc.

A rotulagem auxilia o trabalhador a identificar os produtos e, em caso de acidente, permitir que a equipe médica tenha condições de escolher o tratamento mais adequado.

As palavras de advertência usadas devem ser “perigo”, “cuidado”, “atenção”, “extremamente inflamáveis” e outras que deixem claro que o conteúdo é altamente perigoso se manuseado de forma incorreta.

Conclusão

Utilizar cores padronizadas para chamar a atenção do trabalhador é muito importante, porém a NR 26 deixa claro que elas não podem ser usadas em exagero para não fadigar e cansar quem está trabalhando.

Para compor o nível de eficiência e segurança dos trabalhadores, todos os alertas de perigo devem ser usados e os equipamentos de proteção jamais deve ser descartados.

A NR alerta também para a necessidade dos empregadores fornecerem treinamento a respeito das cores, medidas preventivas e procedimentos em situação de emergência.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a NR 26? Comente aqui as suas impressões, faça sugestões e indique outras normas que deseja conhecer.

Até logo!

Estamos à disposição,
Fernando Zanelli

cta_blog_zanel_ebook_guia

Posts Relacionados

raspa-protege-contra-radiacao-ultravioleta

A proteção contra radiação ultravioleta é uma preocupação constante na segurança do trabalho, em especial...

saude-mental-no-trabalho

Integrar a saúde mental no ambiente de trabalho tem se mostrado crucial para promover o...

abril-verde

Em 2022, foram notificados 612,9 mil acidentes de trabalho no Brasil, dentre eles 148,8 mil...

Comentários

8 respostas

  1. Fernando
    Perfeito a edição sobre o assunto, muitos acham que conhece chega na hora fica na dúvida sobre a cor correta a qual produto representa
    Parabéns
    Até a proxima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *