5 erros pelos quais você não tem apoio na luta pela segurança

5-erros-pelos-quais-voce-nao-tem-apoio-na-seguranca-1

Uma coisa é certa, se você ainda não conseguiu conscientizar a sua equipe a respeito da segurança, é porque não está fazendo isso de maneira realmente interessante.

Tente se colocar no lugar do colaborador. Não é fácil se adaptar a novos hábitos. Aliás, estudos já provaram que é preciso cerca de 60 dias de repetição de uma tarefa para que ela se torne realmente um hábito.

É claro que não estamos dizendo que você precisa relaxar quando vê que medidas preventivas não estão sendo cumpridas, de forma alguma. O que queremos dizer é que muitas vezes, o modo como essas informações são passadas e cobradas acaba aumentando ainda mais o bloqueio do trabalhador em relação a elas.

Pare e pense: quantas vezes você não foi a uma reunião ou recebeu um folheto e pensou o quanto aquilo era chato e logo em seguida se desconectou completamente daquelas informações?

É o que acontece quando você comete um (ou todos) esses 5 erros, mas nós trouxemos algumas soluções para que você os corrija. Então, fique tranquilo e acompanhe!

Ah! Mas é preciso dizer: tenha a mente aberta para avaliar se está cometendo realmente esses erros, não encare isso como um ataque pessoal e sim como uma oportunidade única de crescimento profissional.

1. Você está tornando a segurança entediante

Sim, nós entendemos: você não é um astro do rock e ainda precisa seguir uma série de protocolos e lidar com toda a parte burocrática como as papeladas e formulários. Logo, não dá para esperar que você monte um palco e dê um show em suas palestras e treinamentos.

Na verdade, não se trata nem um pouco disso, mas sim da capacidade de criar pontos de conexão com os colaboradores e as informações que você precisa passar. Criar apresentações de alto impacto ajuda a manter o “público” interessado e envolvido no assunto mesmo quando a palestra acaba.

Mas como fazer isso? Comece assistindo a boas apresentações. Você pode aprender muito com os participantes do TED TALKS, uma série de conferências realizadas na Europa, Ásia e Américas pela fundação Sapling, dos Estados Unidos (como esta aqui sobre Liderança).

Observe o modo como esses palestrantes se apresentam e se conectam com o seu público. Você verá que, com o tempo, suas apresentações irão para um outro nível.

2. Você não fala a língua dos seus colaboradores

Já tentou conversar com alguém que parecia não se importar com o seu ponto de vista ou a sua vivência? Pois é assim que colaboradores e clientes se sentem quando percebem que você não os escuta.

Aprender a ouvir e compreender o dia a dia do outro é fundamental para estabelecer conexões com ele, do contrário você é só mais um palestrante chato ou um revendedor que quer empurrar produtos a todo custo. E isso faz com que você seja ignorado.

Passe a observar mais, entenda o contexto em que as situações estão ocorrendo. Descubra o que seus colaboradores/clientes temem! O que desejam? Do que precisam? Coloque-os no foco da conversa, eles retribuirão!

3. Você está sempre culpando alguém

Muitos profissionais acabam colocando a culpa da ineficiência de suas ações na cúpula da empresa: é a chefia que não põe em prática, é o gerente que não o apoia.

Claro que tudo fica muito mais fácil quando a equipe trabalha integrada, mas isso não pode ser desculpa para que você não comece a colocar em prática um trabalho de qualidade.

Por quanto tempo você ficará de mãos atadas vendo seu pessoal em risco? Pare de esperar que alguém tome uma iniciativa e coloque a mão na massa. Comece ajudando os colaboradores que estão na linha de frente e são os mais impactados por suas ações.

4. Você não sabe liderar

O problema de muitos profissionais de SST ou revendedores de EPI é que eles acabam sendo mais gerentes do negócio do que verdadeiros líderes, mas para obter resultados é preciso equilibrar essas duas funções.

Manter o funcionamento de um negócio, toda a papelada em dia, fiscalizar a execução dos processos são atribuições de um gerente. Entender sua equipe, ouvir suas necessidades e motivá-los a atingir metas e objetivos são tarefas de um líder. Você não pode favorecer um lado em detrimento de outro.

Então, comece a montar um plano de ação com ajuda dos seus colaboradores. Basta determinar 5 metas para começar: que coisas você pode fazer para melhorar a segurança da sua equipe. Peça a opinião deles e os incentive a ajudá-lo a cumprir essas tarefas.

5. Você está valorizando mais os papéis

Claro que a papelada é importante, mas não deixe que isso tome mais da sua atenção do que realmente merece. Os funcionários precisam ver que você realmente se preocupa com eles e não só com os números. Trate-os como indivíduos, entenda as suas necessidades, suas peculiaridades.

Sua equipe deve perceber que é mais importante que formulários e papéis. Uma das maneiras de mostrar a sua preocupação é adquirindo EPIs de qualidade, como o Avental de Raspa da Zanel.

Mostre que a segurança dos seus colaboradores importa. Adquira EPIs de qualidade como os da Zanel.

E conte para nós, o que achou destes 5 erros?

Um grande abraço e até a próxima semana.
Fernando Zanelli

pesquisa_de_mercado_cta_recompensa_blog_zanel

Posts Relacionados

raspa-protege-contra-radiacao-ultravioleta

A proteção contra radiação ultravioleta é uma preocupação constante na segurança do trabalho, em especial...

saude-mental-no-trabalho

Integrar a saúde mental no ambiente de trabalho tem se mostrado crucial para promover o...

abril-verde

Em 2022, foram notificados 612,9 mil acidentes de trabalho no Brasil, dentre eles 148,8 mil...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *