Como convencer sobre a importância do Profissional de SST

importancia-do-profissional-de-sst-

A fama de quem trabalha com SST costuma ser de chato e exagerado, sem receio de atrasar serviços e dificultar a atuação dos setores operacionais. Isso ocorre porque as pessoas não têm ideia sobre a quantidade de tarefas e regulamentos que os especialistas em SST têm que executar e os consequentes ganhos que trazem à empresa, além da enorme responsabilidade envolvida em suas funções.

Num cenário nacional em que quase ninguém recebe o mínimo de informações sobre segurança e saúde do trabalho durante os seus estudos, fica sendo essencial esclarecer e convencer sobre a importância do profissional de SST nas corporações, o que vamos explicar melhor no artigo de hoje. Acompanhe e confira!

Profissional de SST: quem é e o que faz?

Os profissionais de SST são os que compõem os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, conforme a Norma Regulamentadora – NR – 4:

  • Engenheiro de Segurança do Trabalho – EST;
  • Técnico de Segurança do Trabalho – TST;
  • Médico do Trabalho;
  • Enfermeiro do Trabalho;
  • Auxiliar ou Técnico em Enfermagem do Trabalho.

Os dois primeiros são relativos à segurança e os três últimos à medicina. No entanto, na prática, as atividades se inter-relacionam, pois quando é feita a prevenção ao acidente ou à doença por meio das atribuições do EST ou TST, a integridade física e a saúde dos colaboradores são preservadas, assim como os exames da medicina são indicadores sobre os resultados obtidos pela segurança.

É comum a equipe ser chamada de SESMT, mas com as particularidades de cada empreendimento, podemos encontrar inúmeros outros nomes, dependendo da integração entre os sistemas de gestão, como o de Qualidade, Meio Ambiente, Segurança Patrimonial, Responsabilidade Social e outros. Assim, vemos: SSMA, SSO, QSMA etc.

Acredita-se até que tudo esteja se encaminhando para a convergência com o ESG – sigla em inglês que engloba as boas práticas em Meio Ambiente/Sustentabilidade, Social (inclui os cuidados com os colaboradores) e a Governança (mais relacionada à administração e ética).

Os títulos dos cargos, também, têm sido vistos com variações, porém, há de se ter atenção sobre isso, para garantir que não sejam formas de burlar a legislação quanto às obrigações trabalhistas. Exemplo: remuneração segundo o piso salarial das categorias.

Por que há uma resistência das empresas quanto à SST?

Infelizmente, pouco se fala sobre as medidas preventivas aos acidentes e doenças ligadas às atividades laborais, durante a formação de um profissional e sua vida em geral. Dessa maneira, não se constrói a “cultura de segurança”, expressão usada quando se atinge um padrão de fazer o certo, naturalmente, sem estar sendo pressionado por uma lei ou pessoa.

Os empresários que acreditam que sua meta, no final, é obter lucros cada vez maiores, querem que as operações sejam realizadas o mais rápido e com menor custo possível e, por isso, se incomodam com o tempo e dinheiro empregados nas ações de proteção. Assim, a importância do profissional de SST é imensa para a orientação sobre a adoção dessas providências e os respectivos benefícios.

Como convencer sobre a importância do Profissional de SST?

Os profissionais de SST estão habituados a implementar planos para a conscientização e formação da cultura de segurança e há, sim, empresários que agem corretamente sobre o tema, respeitando o principal – as questões referentes ao ser humano e sua família.

Porém, caso essas condições ideais ainda não tenham sido alcançadas, pode-se focar no assunto que parece ser o centro das atenções dos gestores: as finanças. É necessário mostrar como as medidas de segurança e saúde do trabalho são investimentos – e não gastos, contribuindo para os melhores resultados do negócio.

Entre os argumentos mais recomendados, estão:

  • Um acidente ou doença tem um custo muito alto, pois os serviços e equipes são paralisados, há o atendimento médico, substituição de funcionário(s), custos com a Previdência, tempo para a comunicação e investigação, traumas e outros problemas psicoemocionais e danos materiais;
  • Pagamento de processos trabalhistas e indenizações, que podem chegar a somas bem elevadas;
  • Aumento do Seguro Acidente do Trabalho – SAT, de acordo com o Fator Acidentário de Prevenção – FAP;
  • Pagamento de multas por descumprimento de requisitos legais;
  • Embargo ou interdição do estabelecimento;
  • Impactos na produtividade.

O mais adequado é colocar todos os itens em planilhas, realmente contabilizando os valores inerentes, tornando mais fácil apresentar as vantagens da implementação dos programas e planejamentos de prevenção às ocorrências indesejáveis, e utilizando o conjunto de evidências para esse oportuno convencimento.

Assim, há mais chances de que a empresa compreenda a importância do profissional de SST, contratando-o e facilitando o seu desempenho, certa de que o retorno é muito compensatório, seja sob qualquer ponto-de-vista analisado.

E por falar em planos de ação, convidamos você a conhecer a Zanel e seus Equipamentos de Proteção Individual da mais alta qualidade, como os aventais de raspa e luvas para soldador, entre muitos outros.

Gostou do artigo? Então deixe seus comentários, sugestões e dúvidas e vamos continuar conversando.

Até a próxima!
Fernando Zanelli

cta_recompensa_blog_zanel_recibo_entrega_devolucao_troca_epi_vestimenta

Posts Relacionados

raspa-protege-contra-radiacao-ultravioleta

A proteção contra radiação ultravioleta é uma preocupação constante na segurança do trabalho, em especial...

saude-mental-no-trabalho

Integrar a saúde mental no ambiente de trabalho tem se mostrado crucial para promover o...

abril-verde

Em 2022, foram notificados 612,9 mil acidentes de trabalho no Brasil, dentre eles 148,8 mil...

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *